Quais são os 5 traços de personalidade e como descobrir o seu

Na integra

O que é personalidade, afinal? Se formos resumir em uma frase, podemos dizer que a personalidade é um conjunto de características psicológicas distintas e duradouras que moldam o comportamento, os pensamentos e as emoções de um indivíduo ao longo do tempo. Ou seja, diz respeito aos traços únicos que cada um de nós possui, que determinam como interagimos com o mundo e nos relacionamos com os outros. 

Nossa personalidade é influenciada por fatores genéticos, ambientais e de desenvolvimento, sendo frequentemente descrita em termos de traços de comportamentos, crenças e valores. Por isso, deve ser entendida como algo complexo, construída a partir de inúmeras caraterísticas distintas, que ganham mais ou menos ênfase de pessoa para pessoa. 

Partindo da necessidade de uma linguagem em comum para correlacionar estudos e pesquisas, psicólogos chegaram a um modelo de análise de personalidade chamado Big Five. Nele, considera-se cinco principais tipos de personalidade, todos presentes em todos nós, em maior ou menor grau e que juntos são suficientes para traduzir o comportamento humano e sua individualidade.

Neste artigo, trazemos cada um dos cinco traços de personalidade, explicamos melhor o que é e como funciona o modelo Big Five e mostramos de que forma ele pode atuar para potencializar o sucesso da área de RH de uma empresa.

 

O que é o modelo Big Five?

O Modelo dos Cinco Grandes Fatores, também conhecido como “five factor model” ou “Big Five” , é um dos modelos mais amplamente aceitos e utilizados para estudar a personalidade humana. Sua fundamentação é a psicometria, ele é comprovado por cálculos estatísticos e também o modelo com mais artigos científicos disponíveis no mundo.

Assim, ele se baseia na ideia de que a personalidade pode ser descrita em termos de cinco dimensões fundamentais, cada uma das quais representa um espectro de traços de personalidade. São eles: conscienciosidade, extroversão, neuroticismo, abertura a novas experiências, amabilidade e conscienciosidade.

 

Como funciona o teste de personalidade Big Five?

O teste de personalidade Big Five é geralmente realizado por meio de um questionário. Dessa forma, os participantes respondem a uma série de perguntas sobre seu comportamento, usando escalas de intensidade. Por exemplo, de “fortemente concordo” a “fortemente discordo”. Em seguida, com base nas respostas, pontuações são atribuídas a cada traço, refletindo o grau em que a pessoa se encaixa em cada dimensão. O resultado passa por uma análise estatística para verificar como é cada traço de um indivíduo em relação a uma população. Ou seja, não existe uma definição “este é o tipo de personalidade dessa pessoa”, mas sim um diagnóstico do nível de intensidade que cada um dos cinco traços de personalidade avaliados no teste está presente na personalidade daquele indivíduo.

Dessa forma, os resultados são capazes de fornecer uma visão abrangente das características de personalidade de uma pessoa, o que auxilia na compreensão de seu perfil psicológico. O Big Five Brasil faz esta mesma análise, só que específica para o ambiente corporativo, e tais resultados podem ser usados para diversas finalidades, como explicamos abaixo.

 

Como os 5 tipos de personalidades são usados pelas empresas?

Os testes de personalidade Big Five e outras avaliações de traços de personalidade são frequentemente usados pelo RH das empresas para uma variedade de finalidades, como:

Seleção de Pessoal: muitas empresas usam testes de personalidade Big Five como parte do processo de seleção de candidatos. Isso ajuda a identificar candidatos que têm traços de personalidade que se alinham com os requisitos do cargo e a cultura da empresa. Por exemplo, um cargo que envolve muita interação social pode beneficiar a contratação de pessoas mais extrovertidas, enquanto funções que exigem atenção meticulosa aos detalhes podem favorecer candidatos com alta conscienciosidade.

Desenvolvimento de equipe: o RH pode usar avaliações de personalidade para montar equipes com base em complementaridades de traços de personalidade. Por exemplo, uma equipe de projeto pode se beneficiar da combinação de membros extrovertidos que são bons em comunicação e membros mais disciplinados, que mantêm o foco nas tarefas.

Treinamento e Desenvolvimento: os resultados dos testes de personalidade podem ajudar os profissionais em seu autoconhecimento e desenvolvimento. Por exemplo, se um funcionário tem baixa pontuação em extroversão e precisa trabalhar em suas habilidades de comunicação interpessoal, o RH pode ajudar na construção de plano de ação ou desenvolvimento nessa área.

Avaliação de Cultura Organizacional: os testes de personalidade podem ajudar o RH a avaliar a adequação dos funcionários à cultura organizacional da empresa. Isso é importante para manter um ambiente de trabalho coeso e produtivo.

Sucessão e Planejamento de Carreira: avaliar os traços de personalidade dos funcionários pode ajudar a identificar candidatos internos que têm o potencial para posições de liderança ou que se encaixam em determinadas funções de acordo com seus traços de personalidade.

Resolução de Conflitos: em situações de conflito, os testes de personalidade podem ajudar a entender as diferenças entre as pessoas e fornecer insights sobre como resolver problemas interpessoais.

No entanto, o teste de personalidade Big Five aplicado pelo RH exige conhecimento técnico específico para sua interpretação e diagnóstico. Por isso, aqui na Integração, oferecemos o curso CERTIFICAÇÃO BIG FIVE BRASIL PARA ANÁLISE COMPORTAMENTAL, justamente para tornar tais profissionais especialistas em análise comportamental.

Assim, o uso de testes para avaliar tipos de personalidade no ambiente de trabalho deve ser feito com sensibilidade e de acordo com as melhores práticas éticas.

Quais são os 5 traços de personalidade?

Entenda melhor cada um dos tipos de personalidades, lembrando sempre que somos uma combinação de traços comportamentais e que não há resultado certo ou errado.

  1. Extroversão

A extroversão é o traço que descreve o quão voltada para o mundo exterior uma pessoa é. Indivíduos extrovertidos são sociáveis, falantes, enérgicos e tendem a buscar a companhia de outras pessoas. Eles se sentem energizados em situações sociais e gostam de interagir com os outros. Pessoas extrovertidas são frequentemente vistas como comunicativas e assertivas.

Características marcantes da extroversão:
  • Sociabilidade: Pessoas extrovertidas são naturalmente sociáveis e gostam de interagir com os outros.
  • Expressividade: Elas tendem a ser comunicativas e expressam suas emoções e pensamentos de forma aberta.
  • Energia: Indivíduos extrovertidos são frequentemente enérgicos e ativos em situações sociais.
  • Assertividade: Eles são mais propensos a tomar a iniciativa em grupos e expressar suas opiniões de forma direta.
  • Busca de estímulos: Pessoas extrovertidas são atraídas por atividades emocionantes e novas experiências.
  1. Neuroticismo

O neuroticismo se relaciona com a estabilidade emocional de uma pessoa. Pessoas com alta pontuação em neuroticismo tendem a ser mais sensíveis, ansiosas ou suscetíveis a experimentar emoções negativas. Elas preferem ambientes livres de preocupações e estresse.

Características marcantes do neuroticismo:
  • Ansiedade: Indivíduos com alto neuroticismo são mais propensos a sentir ansiedade e preocupação.
  • Tendência a preocupações excessivas: Eles podem se preocupar com pequenos problemas e eventos do dia a dia.
  • Prontidão: Tendem a ser mais alertas e preocupados.
  • Variações de humor: Experimentam maiores variações emocionais.
  • Suscetibilidade ao estresse: São mais sensíveis a situações estressantes.
  1. Abertura para novas experiências

A abertura para novas experiências descreve o grau de disposição de uma pessoa para novas ideias, criatividade e busca de experiências emocionantes. Pessoas com alta pontuação nesta dimensão são curiosas intelectualmente, apreciam a arte, a cultura e estão dispostas a explorar novas ideias e conceitos. Elas tendem a ser mais criativas e abertas a diferentes perspectivas.

Características marcantes da abertura para novas experiências:
  • Curiosidade intelectual: Pessoas com alta abertura para experiência têm uma forte curiosidade intelectual e desejam aprender constantemente.
  • Criatividade: São capazes de pensar de forma inovadora e gerar novas ideias.
  • Apreciação da arte e da cultura: Valorizam a expressão artística e cultural.
  • Exploração de novas ideias: São abertas a diferentes perspectivas e não têm medo de desafiar convenções.
  • Busca de experiências emocionantes: Tendem a se envolver em atividades fora do comum e aventureiras.
  1. Amabilidade

A amabilidade se refere à disposição de uma pessoa para ser compassiva, cooperativa e amigável com os outros. Indivíduos amáveis são prestativos, preocupados com os sentimentos dos outros e têm empatia. Eles são mais propensos a cooperar e manter relações harmoniosas com os outros.

Características marcantes da amabilidade:
  • Empatia: Pessoas amáveis são altamente empáticas e se preocupam com os sentimentos dos outros.
  • Generosidade: São propensas a ajudar os outros e a fazer atos de bondade.
  • Altruísmo: Colocam as necessidades dos outros antes das suas e são altruístas.
  • Tolerância: São pacientes e tolerantes com as diferenças dos outros.
  • Colaboração: Facilidade com trabalho em equipe e em criar relacionamentos harmoniosos.
  1. Conscienciosidade

A conscienciosidade descreve o grau de organização, autodisciplina, responsabilidade e planejamento de uma pessoa. Pessoas disciplinadas são meticulosas em suas ações, comprometidas com seus objetivos e têm a capacidade de cumprir suas responsabilidades. Elas podem ser vistas como trabalhadoras e organizadas ou rígidas.

Características marcantes da conscienciosidade:
  • Organização: Pessoas disciplinadas são altamente organizadas em suas vidas e ambientes.
  • Autodisciplina: Têm a capacidade de aderir a metas e prazos, mesmo quando não estão sendo supervisionadas.
  • Responsabilidade: Assumem a responsabilidade por suas ações e compromissos.
  • Foco no trabalho: São trabalhadoras e dedicadas ao seu trabalho e às suas tarefas.
  • Planejamento: Planejam suas ações com antecedência e estabelecem metas realistas para alcançar o sucesso.

É importante reforçar que a maioria das pessoas não se encaixa completamente em uma única dimensão, mas exibe uma combinação de traços em graus variados. Dessa forma, quando analisados com propriedade, fornecem uma estrutura útil e bastante confiável para entender as diferenças individuais de personalidade e como elas influenciam o comportamento das pessoas e suas interações umas com as outras.

Quer aprender a interpretar os resultados do teste de personalidade Big Five? No nosso curso de CERTIFICAÇÃO BIG FIVE BRASIL PARA ANÁLISE COMPORTAMENTAL apresentamos toda a fundamentação para que você se especialize em análise comportamental, tendo como base o modelo dos 5 Fatores de Personalidade e seus impactos para utilização nos subsistemas de RH,  podendo assim otimizar o Recrutamento e Seleção, a orientação de carreira, o mapeamento de potencial e o desenvolvimento.

Cursosrelacionados

  • Certificação Big Five Brasil para Análise Comportamental

    Validada em todo o mundo, a teoria para estudos de personalidade com maior fundamentação científica é a dos 5 Fatores de Personalidade – BIG FIVE –, teoria amplamente utilizada por psicólogos, pesquisadores, neurocientistas e acadêmicos.

    Este curso apresentará toda a fundamentação para que você se especialize em análise comportamental, tendo como base o modelo dos 5 Fatores de Personalidade e seus impactos no desempenho dos profissionais, podendo assim otimizar a orientação de carreira, seleção, mapeamento de potencial e desenvolvimento.

    É um programa prático, baseado em estudos de caso, e que certifica a utilização do Inventário de Personalidade Big Five Brasil.

    Saiba mais
  • Curso de Inteligência Emocional e Influência

    Com certeza, um dos grandes desafios para os líderes é aumentar a capacidade de influência e engajamento de pessoas ao redor. Para isso, é preciso desenvolver habilidades emocionais, como controle do temperamento, flexibilidade, persistência, amizade, respeito, amabilidade e empatia. Assim, o Curso de Inteligência Emocional representa uma formação indispensável na carreira de profissionais que desejam mapear e lidar melhor com os acionadores de emoções, mantendo assim o equilíbrio emocional em várias situações.

    Saiba mais