9 estratégias para uma aquisição de talentos bem-sucedida

Na integra

Atrair, contratar e reter os melhores talentos é uma tarefa desafiadora que requer tempo, estratégia e dinheiro. Afinal, à medida que a sua organização evolui, é necessário reavaliar as suas necessidades de talentos – e suas estratégias de aquisição de talentos devem estar alinhadas com a visão e missão da sua empresa e, principalmente, com os valores empresariais.

Embora não existam duas estratégias de aquisição de talentos iguais, há alguns pontos compartilhados por empresas com alto índice de crescimento que devem ser considerados.

Neste artigo, explicamos o que é e como desenvolver uma estratégia de aquisição de talentos bem-sucedida, com dicas práticas voltadas para o RH.

 

O que é aquisição de talentos?

A aquisição de talentos, também conhecida como recrutamento estratégico ou atração de talentos, refere-se ao processo de identificar, atrair e analisar profissionais que tenham conexão e identidade com a sua empresa, proporcionando assim um ambiente específico para o surgimento do talento e a possibilidade de viabilizar a estratégia da empresa, independentemente da posição que se está trabalhando. Dessa forma, o desafio do RH é subsidiar a empresa de pessoas que contribuam para o sucesso empresarial e o crescimento sustentável.

Esse processo vai além de simplesmente preencher vagas em aberto. Envolve a compreensão das necessidades de talento da empresa a curto e longo prazo, o desenvolvimento de estratégias para atrair candidatos adequados, a avaliação de habilidades e competências, e a criação de uma experiência positiva para os candidatos desde o primeiro contato até a integração na equipe.

Além disso, a aquisição de talentos não se limita apenas ao recrutamento externo, mas também abrange a identificação e desenvolvimento de habilidades internas, promovendo uma cultura organizacional que valoriza o aprendizado contínuo e o crescimento profissional.

 

Qual a diferença entre aquisição de talentos e recrutamento?

A diferença entre aquisição de talentos e recrutamento reside em nuances que refletem abordagens distintas no processo de atração e seleção de profissionais para uma organização. Enquanto o recrutamento muitas vezes se concentra em preencher vagas específicas de maneira reativa, a aquisição de talentos adota uma abordagem mais estratégica e proativa.

O recrutamento geralmente tem um foco imediato, visando atender às necessidades presentes de contratação. Ou seja, é um processo que busca candidatos para posições abertas no momento, muitas vezes com um horizonte de curto prazo. Em contrapartida, a aquisição de talentos vai além da simples ocupação de cargos em aberto, concentrando-se na construção de um pipeline de talentos a longo prazo. Este enfoque estratégico antecipa as necessidades futuras da organização e procura desenvolver relacionamentos com profissionais qualificados, mesmo antes de surgirem vagas específicas.

Enquanto o recrutamento é, em certa medida, transacional e orientado para a função imediata, a aquisição de talentos adota uma perspectiva mais ampla. Dessa forma, inclui não apenas a contratação externa, mas também a identificação e o desenvolvimento de habilidades internas, promovendo uma cultura organizacional que valoriza o aprendizado contínuo e o crescimento profissional.

Em resumo, a aquisição de talentos representa uma abordagem mais abrangente e estratégica para o processo de atração de profissionais, visando não apenas as demandas presentes, mas também construindo uma base sólida de talentos para o futuro da organização.

 

O que é necessário para atrair talentos?

A aquisição de talentos é um processo que envolve a criação de uma imagem positiva da empresa no mercado de trabalho e a implementação de estratégias eficazes para atrair profissionais qualificados. Aqui estão alguns elementos-chave necessários nesta empreitada:

 

  • Marca empregadora forte:

É importante desenvolver e promover uma marca empregadora forte e autêntica que destaque os valores, cultura e oportunidades de crescimento da empresa. Assim, deve-se comunicar de forma clara e transparente a missão, visão e valores da empresa para atrair candidatos que estejam alinhados a estes princípios.

 

  • Cultura organizacional atraente:

Cada vez mais é preciso que a empresa cultive uma cultura de trabalho positiva e inclusiva, onde os funcionários se sintam valorizados e motivados a contribuir para o sucesso do negócio. Para isso, vale destacar práticas de trabalho flexíveis, programas de bem-estar e outros benefícios que tornem a empresa um local atrativo para se trabalhar.

 

  • Oportunidades de desenvolvimento profissional:

É imprescindível oferecer oportunidades claras de desenvolvimento profissional e crescimento na carreira, demonstrando um compromisso com o aprendizado contínuo dos funcionários. Dessa forma, implementar programas de mentoria e treinamento que ajudem os funcionários a aprimorar suas habilidades e avançar em suas carreiras é fundamental.

 

  • Ambiente de trabalho inovador:

Para atrair profissionais que pensam fora da caixa, deve-se antes investir em um ambiente de trabalho que promova a inovação, a criatividade e o trabalho colaborativo. Neste sentido, destacar projetos interessantes e desafiadores que os candidatos terão a oportunidade de participar ao ingressar na empresa pode ser vantajoso. O clima organizacional é o pano de fundo para a inovação, criatividade e colaboração, no qual o colaborador se sente reconhecido e se envolve em desafios sem medo, em função do apoio recebido e de sentir-se pertencente.

E esse clima também é responsável pela saúde mental dos colaboradores e pela saúde empresarial.

 

  • Processo de Recrutamento Transparente:

Garantir que o processo de recrutamento seja transparente, eficiente e ofereça uma experiência positiva aos candidatos é fundamental. Assim, busque proporcionar feedback construtivo aos candidatos, mesmo que não sejam selecionados, para manter uma reputação positiva no mercado.

 

  • Benefícios e remuneração competitivos:

Ofereça pacotes de benefícios competitivos, incluindo plano de saúde, previdência, benefícios flexíveis, entre outros. Além disso, garanta que as práticas salariais sejam justas e competitivas em comparação com o mercado.

 

  • Presença online e nas redes sociais:

Hoje em dia é imperativo que as empresas mantenham uma presença ativa nas redes sociais e em plataformas online, compartilhando informações relevantes sobre a organização e suas atividades. Por isso, engajar-se em plataformas profissionais, como o LinkedIn, ajuda a ampliar a visibilidade da empresa e atrair talentos.

 

  • Diversidade e Inclusão:

Demonstre um compromisso genuíno com a diversidade e inclusão, promovendo um ambiente de trabalho que acolha profissionais de diferentes origens, experiências e perspectivas.

Ao combinar esses elementos de forma estratégica, uma empresa pode criar um ambiente atrativo para os talentos, tornando-se um empregador de escolha no mercado.

 

9 estratégias para uma aquisição de talentos bem-sucedida

Como já ressaltamos, uma aquisição de talentos bem-sucedida requer uma abordagem estratégica por parte do RH. Aqui, reunimos algumas estratégias que a área de gerenciamento de pessoas pode implementar para atrair e adquirir talentos de forma eficaz:

 

1 – Use as redes sociais para fortalecer a marca empregadora

Beneficie-se das redes para criar uma marca empregadora forte e autêntica que destaque os valores, cultura e oportunidades de desenvolvimento da empresa. Você pode usar plataformas online e offline para compartilhar histórias de sucesso, depoimentos de funcionários, eventos organizados e outras informações que demonstrem o ambiente positivo da empresa.

 

2 – Invista em estratégias de recrutamento proativas

Procure antecipar as necessidades de contratação e desenvolver estratégias proativas para atrair talentos antes mesmo de surgirem vagas. Para isso, mantenha um um banco de talentos atualizado e cultive relacionamentos com profissionais qualificados, de interesse da empresa.

 

3 – Use a tecnologia a seu favor

Utilize sistemas de rastreamento de candidatos (ATS) para gerenciar eficientemente o processo de recrutamento. Além disso, trabalhe com inteligência artificial (IA) e People Analytics (análise de dados) para identificar fontes de talento, prever necessidades futuras e otimizar o processo de seleção.

 

4 – Esteja presente em eventos de recrutamento e feiras de carreira

Participe ativamente de eventos de recrutamento, feiras de carreira e conferências da indústria para estabelecer presença e interagir com potenciais candidatos. Além disso, procure realizar eventos próprios, como dias de portas abertas ou webinars, para mostrar a cultura da empresa e as oportunidades de carreira.

 

5 – Invista em um bom programas de estágio e trainee

Desenvolva programas de estágio e trainee para identificar e nutrir jovens talentos. Neste período, busque proporcionar experiências práticas que permitam aos participantes conhecer a empresa e suas práticas de trabalho.

 

6 – Desenvolva parcerias com instituições de ensino

Estabelecer parcerias com instituições de ensino, universidades e programas de formação profissional para acessar um pool diversificado de talentos é uma ótima estratégia para uma boa aquisição de talentos. Procure participar de eventos acadêmicos e oferecer palestras para construir relacionamentos com estudantes e professores.

 

7 – Flexibilidade e benefícios atraentes

Atualmente, é imprescindível que as empresas ofereçam programas de trabalho flexíveis, como trabalho remoto, horários flexíveis ou outras opções que atendam às necessidades dos candidatos (que podem, inclusive, morar em outra cidade ou mesmo país). Assim, busque garantir também que os pacotes de benefícios e remuneração sejam competitivos e atrativos para o mercado.

 

8 – Avaliação de Competências e Cultura:

Desenvolva processos de seleção que vão além das habilidades técnicas e incluam a avaliação das competências comportamentais e da adequação cultural. Dessa forma, realize entrevistas comportamentais e avaliações práticas para obter uma compreensão mais abrangente dos candidatos.

 

10 – Ofereça e procure receber feedback

Forneça feedback construtivo aos candidatos, mesmo que não sejam selecionados, para promover uma experiência positiva. Além disso, crie mecanismos para receber dos candidatos um feedback que contribua para o aprimoramento contínuo dos processos de recrutamento.

Ao implementar essas estratégias de forma integrada, o RH pode contribuir significativamente para uma aquisição de talentos bem-sucedida, garantindo que a empresa atraia e retenha os profissionais mais qualificados e alinhados com sua cultura e objetivos.

Para se aprofundar nas melhores estratégias para uma boa aquisição de talentos, inscreva-se na nossa FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO que traz, entre outros pontos, ferramentas práticas e atuais para transformar o processo seletivo em uma atividade fundamental e estratégica na empresa.

Outro curso que discute os desafios de atração e retenção de talentos em um mercado tão competitivo e a importância de um plano de carreira e sucessão como pilar de sustentação do crescimento da organização é o GESTÃO DE CARREIRA E SUCESSÃO NAS ORGANIZAÇÕES MODERNAS. Saiba mais aqui.

Cursosrelacionados

  • Formação do Profissional de Treinamento e Desenvolvimento (T&D)

    De fato, não há dúvidas que a área de educação corporativa ou treinamento e desenvolvimento possui um grande impacto na estratégia organizacional. Afinal, ela capacita os profissionais para as atribuições atuais e para atividades mais complexas e sucessivas. Assim, gerando melhores resultados nos processos. Portanto, essa área possui inúmeros desafios, para que a aprendizagem na organização seja planejada de maneira eficiente. A saber, eles vão desde o preciso diagnóstico de necessidades, mapeamento das demandas, planejamento e desenho da experiência completa de aprendizagem, até a avaliação de resultados.

    Saiba mais
  • Certificação Big Five Brasil para Análise Comportamental

    Validada em todo o mundo, a teoria para estudos de personalidade com maior fundamentação científica é a dos 5 Fatores de Personalidade – BIG FIVE –, teoria amplamente utilizada por psicólogos, pesquisadores, neurocientistas e acadêmicos.

    Este curso apresentará toda a fundamentação para que você se especialize em análise comportamental, tendo como base o modelo dos 5 Fatores de Personalidade e seus impactos no desempenho dos profissionais, podendo assim otimizar a orientação de carreira, seleção, mapeamento de potencial e desenvolvimento.

    É um programa prático, baseado em estudos de caso, e que certifica a utilização do Inventário de Personalidade Big Five Brasil.

    Saiba mais
  • People Analytics na Gestão Estratégica de Pessoas

    People Analytics é um processo ou uma metodologia que coleta, organiza e cruza dados de fontes diversas e permite análise sobre os sobre o comportamento e o desenvolvimento dos colaboradores, quanto a produtividade, eficiência, criatividade e felicidade ou satisfação no local de trabalho, permitindo sustentar decisões estratégicas sobre as pessoas e antecipar tendências.

     

    Saiba mais
  • Formação do Profissional de Recrutamento e Seleção

    Realmente, selecionar profissionais é uma atividade impactante nas organizações. Para isso, envolve técnicas, entendimento do negócio e tomada de decisão. Portanto, o profissional desta área precisa conhecer as etapas, metodologias, ferramentas e postura esperada. Assim, esse curso de Recrutamento e Seleção tem o propósito de apresentar as melhores práticas do mercado, assegurando o profissionalismo que o processo necessita ter. Além disso, oferecemos uma ferramenta de assessment, que, além de promover o autoconhecimento, irá ajudar a entender sua fundamentação conceitual e uso prático no processo.

    Saiba mais
  • Gestão de Carreira e Sucessão Nas Organizações Modernas

    Entenda o processo de carreira e sucessão, suas principais etapas e desafios para a arquitetura e implantação de um modelo que seja aderente à estratégia da organização para atender demandas atuais e futuras. Este curso trabalha a carreira sob a visão estratégica, tanto para o futuro da empresa quanto dos colaboradores, de modo que ambos permaneçam competitivos e atualizados de acordo com as mudanças de estágio de vida e do ambiente externo.

     

    Saiba mais